facebook twitter
Quem Somos
 Início | Indústrias culturais e criativas | O que são?

A cultura é um “conjunto de traços distintivos espirituais e materiais, intelectuais e afetivos que caracterizam uma sociedade ou um grupo social e que abrange, além das artes e das letras, os modos de vida, as maneiras de viver juntos, os sistemas de valores, as tradições e as crenças1”.

Em termos económicos a cultura é apropriada de distintas formas, sendo duas tipologias de industrias que a utilizam como matéria prima e sobre as quais recai a atenção do presente guia2:

Indústrias culturais - produzem e distribuem bens ou serviços que, no momento em que são desenvolvidos, têm uma qualidade, utilização ou finalidade específica que transmite expressões culturais, independentemente do seu valor comercial. Para além dos setores tradicionais das artes, estas indústrias incluem também o cinema, a televisão e a rádio, os jogos de vídeo, os novos suportes, a música, os livros e a imprensa.

Indústrias criativas - utilizam a cultura como fator de produção e têm uma dimensão cultural, embora os seus resultados sejam sobretudo funcionais. Incluem a arquitetura e o design, que integram elementos criativos em processos mais amplos, bem como subsectores como o design gráfico, o design de moda ou a publicidade.

De acordo com a UNCTAD3, as indústrias que trabalham a cultura podem ser classificadas em quatro grandes grupos (figura seguinte):


Classificação das indústrias criativas segundo a UNCTAD
Fonte: Adaptado de United Nations - Creative Economy, Report 2010




De um modo geral, o conceito de Indústrias Culturais e Criativas (ICC) compreende um conjunto de atividades que têm em comum a utilização da criatividade, do conhecimento cultural e da propriedade intelectual como recursos para produzir bens e serviços com significado social e cultural, como as artes performativas e visuais, o património cultural, o artesanato e a joalharia, o cinema, a rádio, a televisão, a música, a edição, o software educacional e de entretenimento e outro software e serviços de informática, os novos media, a arquitetura, o design, a moda e a publicidade4.

O setor cultural e criativo é relevante para o desenvolvimento económico e social dos territórios, destacando-se:

- A relação entre o setor cultural e criativo e o turismo: o número de turistas culturais tem vindo a aumentar, o que significa uma oportunidade para territórios com um vasto património histórico, através da criação de destinos turísticos únicos associados a experiências criativas com forte componente interativa;

- O impacte das indústrias criativas, do turismo cultural e do marketing cultural na dinamização económica, na regeneração urbana (arquitetura), na competitividade e projeção internacional dos centros históricos e das cidades;

- A existência de “pessoas criativas”, com espírito empreendedor, competências, informação, conhecimento e talento e capacidade para a aposta na inovação e tecnologia;

- O contributo do setor cultural e criativo para a criação de produtos com características distintas e de grande valor acrescentado, tornando-os mais competitivos;

- A articulação do setor cultural e criativo com as tecnologias de informação e comunicação (TIC).



1 Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (United Nations Educational, Scientific, and Cultural Organization). Definição conforme as conclusões da Conferência Mundial sobre as Políticas Culturais (MONDIACULT, México, 1982), da Comissão Mundial de Cultura e Desenvolvimento (Nossa Diversidade Criadora, 1995) e da Conferência Intergovernamental sobre Políticas Culturais para o Desenvolvimento (Estocolmo, 1998).
2Livro Verde “Realizar o potencial das indústrias culturais e criativas”, 2010.
3Conferência das Nações Unidas sobre o Comércio e Desenvolvimento (United Nations Conference on Trade and Development).
4Estratégia Nacional de Investigação e Inovação para uma Especialização Inteligente 2014-2020: Diagnóstico de Apoio às Jornadas de Reflexão Estratégica, ICC – Indústrias Culturais e Criativas (Documento de Trabalho n.o2, disponível através do link: http://www.fct.pt/esp_inteligente/docs/IndustriasCriativas_ENEI_Coimbra.pdf).






Turismo do Centro
Coimbra
Figueira Foz
Lousã
Miranda do Corvo
Montemor-o-Velho
Penela
Pombal
Soure
IPN
UC
DRCC
Apoios
W3C   Mapa do Site | Ficha Técnica